"As piras de Angel..."

Dedico este blog ao Amor e às incógnitas da vida, responsáveis pelos mais belos insights. Caminhando rumo à evolução do corpo, da mente e da alma, eternamente...

"Espíritos fortalecidos de paz deixavam de chorar, neste tempo, grandes energias passeavam aos corações. Fomos lançados ao infinito..."

domingo, 8 de março de 2009

Programação Humana



"...este gel semi-sólido, de infinita complexidade, abrigado nos limites ósseos de nosso crânio."

Agora que estou estudando neurociência, psiquiatria e a mente de modo geral a fundo, não consigo abandonar a idéia de comparar o cérebro humano a um computador.

Quando se começa estudar a fundo essa coisa enigmática chamada cérebro, fica muito claro o quanto ele é parecido com uma máquina. Aliás, não só o cérebro, mas o corpo todo. Compare seus membros, órgãos e tecidos às partes constituintes de um computador, como o monitor, mouse, teclado e impressora (por exemplo). Agora compare seu cérebro com a CPU (não entendo de pc mas acho q é isso não é? hehe), alguma semelhança? O comando está ali, bem como todas as informações, tudo já está pré estabelecido, mas é ele quem vai executar a seu modo. Comportamento idêntico ao nosso, executamos as coisas ao nosso próprio modo, mas já temos informações pré-estabelecidas, agora...da onde elas foram implantadas é uma incógnita que eu gostaria muito de saber! Talvez elas estejam sendo "implantadas" constantemente, assim como fazemos com as máquinas.

Mas enfim...

Se algo está errado com o cérebro, alguma parte do corpo é afetada, assim como nas máquinas. Se você concerta o comando central, as informações são passadas corretamente.
Alguns medicamentos podem ajudar na transmissão de sinais químicos do cérebro, tentando consertá-lo e melhorando a qualidade de vida das pessoas, assim como outras formas de tratamento.
Pelo que vejo a única diferença entre o cérebro e um computador está na constituição física! Eles são constituídos de fios, de placas e receptores (não entendo disso!) de um certo material, nós de neurônios, neurotransmissores, de outro material. Somos um computador muito mais evoluído do que os que nós criamos.
Seríamos máquinas construindo máquinas?
"Nãaaooo! não somos máquinas, temos a essência humana! somos diferentes!"
O dia em que nossos computadores se tornarem absurdamente inteligentes, eles diriam não ser apenas uma máquina também! Eles diriam: " Nãaaoo, não somos máquinas, temos a nossa essência!"
Imagine o dia em que máquinas estudarão sua própria constituição para entender melhor a si mesma!

Agora fica a questão: a evolução das nossas máquinas é aumentar sua capacidade de execução de determinada tarefa. Não seria a nossa a mesma evolução? Nós, os criadores destas coisas temos isto como objetivo: a evolução delas.
Não seríamos também o objetivo de alguém? (é impressionante como não consigo abandonar essa idéia!)

Será que não temos que parar para realmente fazer o cérebro funcionar direito e deixar as ilusões de lado, afim de realmente chegar nesse objetivo do "Criador" (quem quer que seja), não estou falando de Deus aqui, estou falando de algo tão inteligente que resolveu um dia fabricar uma máquina chamada Homem.
E digo a este "Criador": "Uau! Parabéns! Você é um cara foda, realmente grande programação...mas infelizmente ainda há defeitos no nosso sistema...continue programando."
Será que to ficando louca?!

2 comentários:

Maurício disse...

Acredito que a idealização feita da constituição encefálica pode estar correlacionada com a idéia de um computador. O nosso cérebro é responsável pelo seqüenciamento de várias atividades previamente programadas e armazenadas no consciente e no inconsciente, mas a pergunta é quem programa isso tudo? Será que quando trabalhamos no paradigma Mente X Cérebro, não deveríamos levar em consideração a dualidade do nosso plano, muito bem representada pelos chineses como o Yin e Yang? Racionalmente perfeito, o computador é uma máquina. Mas as emoções? São somente neurotransmissores ativando regiões distintas do cérebro? No fundo acredito que existe outra força que rege tudo isso, que cientificamente deixamos de lado, mas que é mantida através de mitos e símbolos encontrados nas culturas indígenas, oriental e egípcia.

Angelica Marin disse...

Concordo com o que vc disse, pois penso assim tb...
Tenho as mesmas dúvidas?
Quem programa isso tudo??
Olha, tenho apenas uma frase pra resumir o q sinto e penso:
"Há mais coisas entre o céu e a Terra do que possa imaginar nossa vâ filosofia"
Excelente este pensamento diga-se de passagem, resume o modo como vejo o mundo!