"As piras de Angel..."

Dedico este blog ao Amor e às incógnitas da vida, responsáveis pelos mais belos insights. Caminhando rumo à evolução do corpo, da mente e da alma, eternamente...

"Espíritos fortalecidos de paz deixavam de chorar, neste tempo, grandes energias passeavam aos corações. Fomos lançados ao infinito..."

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

O bluetooth da mente

comunicação sem fio?


Um cérebro poderia trocar informações com outro funcionando como um dispositivo de
Ontem na mesa de um bar, uma amiga me passava uma música por bluetooth no celular. Observando aquela cena, celulares lado a lado, mas sem contato físico algum, informações sendo tranferidas de um para o outro. Neste momento minha mente focou naquela cena, as pessoas em volta sumiram pra mim e fui dominada por um novo insight...
Comparando essa tecnologia com o cérebro (sempre faço essa mesma analogia né! rsrs), entra uma questão surpeendente.
Será por isso que sempre quando penso na minha irmã ela me liga ou vice-versa?
Será por isso que tive uma vez o mesmo sonho que ela no mesmo dia, acordamos e uma complementava o sonho da outra! Muito engraçado!
Ficam 2 questões...
Precisamos fazer um "contato" sempre com outra mente específica para trocar informações?
Ou nossa mente está num modo automático, ou seja, já está conectada com outras mentes e precisamos apenas forçar um pouco para conseguir tal comunicação?
Não entendo nada de engenharia, mas sei que comunicação sem fio trabalha com frequências, o cérebro também, estamos emitindo ondas cerebrais o tempo todo.
E um detalhe, o cérebro é muito mais avançado que uma tecnologia criada por nós mesmos, o criador é, no geral, sempre mais inteligente que a criação.
Logo fica a pergunta: seria possível essa comunicação "sem fio" entre mentes?
Do mesmo jeito que poderíamos trocar informações com outras mentes, algo que não me sai da cabeça também é que talvez nosso cérebro receba informações de onde nem mesmo temos idéia, como um pen drive "abstrato" conectado na nossa mente, sendo capaz até mesmo de mudar nosso modo de pensar acrescentando ou tirando informações.
Se nós humanos atualizamos a cada dia nossa criação (a própria tecnologia) afim de fazê-la evoluir, nosso criador (ou criadores) também deve fazer o mesmo não? Por que não? Talvez a raiz da evolução seja de fora pra dentro (de objetivos alheios aos nossos) e não de dentro pra fora (da necessidade humana de se adaptar)...o objetivo seria a evolução do universo como um todo...
Mas estamos longe dessa evolução...tudo parece estar indo pelo lado oposto. E aos idealistas de plantão...não estou sendo pessimista, mas realista, nada de ilusão.
E a partir daí...é melhor eu parar por aqui porque minha imaginação (com um pouco de lógica tb) vai longe!
Boa semana e ativem seus bluetooths! =)

10 comentários:

joubert disse...

interessante seu ponto de vista, mas posso te dizer que acho possivel, pois volte e meia tbm acontece coisas estranhas como saber que o cel vai tocar enao da 2 segundos e ele toca, mesmo dormindo acordo antes dele tocar jah prevendo, sera que eh o pensamento da pessoa ligando que estou captando?
sem falar de varios outros acontecimentos que nao vem ao caso. A questao eh, sera qeu um dia poderemos nos comunicar por telepatia? acredito que sim, a mente eh muito poderosa, basta vc fazer varios testes de mentalizacao, com ctz jah aconteceu varias vezes com todos algum episodio onde vc quer que aconteca tal coisa, e vc mentaliza tanto que nao da outra, acntece. Isso eh apenas 2% que conseguimos operar nossa mente, cerebro eh como um iceberg, apenas 2% fica exposto os outros 98% ficam invisiveis nas profundesas. Esse eh o maior obstaculo, ser capaz de dominar essa maior porcentagem, que eh onde o poder maior esta. Acredito qeu vai algumas geracoes pra consegurimos um dominio de 5% disso, como sabem, evolucao demora anos, milenios..., espero que a vida na terra dure o suficiente para isso acontecer... mas com ctz algumas pessoas como os sabios, monges, etc... conseguem um dominio a mais, fazendo essa diferenca de pensamentos avancados...

Henrique disse...

Eu acho que iria mais longe; quase fui até meu blog escrever sobre, mas achei aqui mais propício! hehe... Enfim... E quando nos deparamos com alguém que nunca vimos?! O quê nos faz amar, ou desgostar logo de cara, daquela pessoa cujo nome não fazemos idéia?! Cujo tom de voz ainda nos é um mistério? O que exatamente nos faz sentir simpatia? E aversão? E amor? O que no faz perder a razão? Como pode?! Essa coisa de "o olhar fala"... Será que é o olhar? Será que não são as mentes conversando?!

Eu acredito que podemos ter alguma ligação mais forte com as pessoas, mas - talvez neste ponto, especificamente neste ponto - eu creia mais na parte espiritual do que na científica da coisa toda. Esta teoria do Joubert (desculpe, Joubert, não te conheço e espero não ofendê-lo!!!) já caiu por baixo há muito tempo, e sabe-se que usamos mesmo todo o nosso cérebro. Mas, por mais que dizer isso doa no meu sangue de quase-engenheiro, não acho que haja razão em certas coisas, como o amor materno - que é totalmente incondicional e que pode fazer uma mãe levantar um caminhão se for preciso; ou o fato de termos dormido mal e depois saber que algo ruim aconteceu com algum ente querido. Para mim, coisas assim estão no mesmo plano que a comunicação "telepática" - e este plano está muito além do que qualquer lógica... Aliás, arriscaria até dizer... se a ciência um dia for capaz de explicar isso, não vou querer saber. A vida de certo não teria a mesma graça se pudéssemos mesmo responder a todas as perguntas... Ou teria?

Boa semana por aí, Angelica!

Silas disse...

Dê uma pesquisada sobre Carl Gustav Jung. Especialmente na questão da sincronicidade.

Para tirar logo a sua dúvida, eu te no achei no blog saindo da matrix.

Jung mesmo fala dessa fonte de informação como Inconsciente, Deus, Demônio ou Mana. A verdade é que o nome inconsciente não passa de uma incógnita.

Acho que você devia rever alguns aspectos da sua interpretação metafísica (embora eu não tenha, de maneira alguma, a possibilidade de demonstrar logicamente o motivo).

Primeiro, a mim parece notável que o ser humano está passando por um constante processo de individuação (maturação) e que informações não são removidas de sua mente. Apenas novas idéias são acrescentadas a um todo que é a nossa mente e seus paradigmas. As novas idéias podem tornar irrelevantes certas informações do passado.

Por exemplo: quando eu me tornei ateu, progressivamente fui perdendo da memória trechos bíblicos que eu havia sido forçado a memorizar. No entanto, depois que fui realmente refletir sobre a essência simbólica do cristianismo, esses trechos ganharam relevancia e simplesmente voltaram.

Outra idéia a ser revista é a que presume que há um criador nos alterando, o que coloca para fora do indivíduo a mudança que ocorre em seu íntimo. Isso simplesmente não ocorre.
Nossos aparatos tecnológicos possuem parâmetros a serem seguidos (códigos de programação) e por isso eles precisam ser alterados por seus criadores. O ser humano, no entanto, possui a capacidade única de se construir, criar a si mesmo. É claro que não fazemos isso com arbitrariedades racionais, tais como dizer para si mesmo obstinadamente que haverá mudança. Até porque, a doutrina reprime o que o indivíduo não deseja, e não supera.

Sem mais palavratórios desnecessários, o ser humano muda a si mesmo e é livre: Isso o separa das máquinas e da a ele a possibilidade de entender coisas que transcendem a lógica matemática.

Afinal, se fosse assim, teríamos que presumir que o criador guia o ser humano a comportamentos compulsivos e imorais.

Ultimo ponto, e não por isso menos importante: Não dê limites à sua imaginação. Se o que está escrevendo pode seguir adiante e se tornar longo, então que seja. Afinal, o blog é seu.

Sobre o mundo estar indo da mal a pior, peço para não aceitar paradigmas de "the end is coming"(o fim está próximo) porque são inúteis. Tal como todos os outros paradigmas, não pode ser provado de forma definitiva e inspira apenas o comodismo e a indiferença.

Gostei do seu blog.

Abraços...

Victor Hsiao disse...

Saudações..

Bom, sempre fui fascinado por PARAPSICOLOGIA, antes de optar pelo curso de graduação que estou fazendo atualmente. O meu sonho era fazer o curso de Psicologia, desde pequeno, sempre tive a curiosidade de entender a mente humana.

Nossa mente é uma coisa incrível, certa vez tive uma experiência única, fiquei impressionado comigo mesmo, pode parecer que estou inventando, mas de fato aconteceu...

Lembro-me uns 4anos atrás, estava a noite na sala de estudo do cursinho, estudando para o vestibular. Era véspera de vestibular, nervoso e sozinho na sala de estudo, estudando numa mesa de 2-3metros de comprimento mais ou menos e pesado.

Naquele dia o que causou o meu nervosismo foi devido a um barulho insurportável de máquina, sabe quando você passa na frente de um prédio que está em construção? Então, mais ou menos isso. Já estava nervoso por causa do vestibular , somando com o barulho da máquina isso me deixou muito mais nervoso, chegando ao ponto de tremer as mãos.

A pior parte não foi isso, foi quando eu me deparei com o copo de plástico descartável do meu lado mexendo, ou mellhor tremendo na mesa. Pensei que fosse devido a maquina que estava ligado no andar de baixo, então não dei bola …Aquela hora o nervosismo só crescia porque eu queria me concentrar mas não conseguia e ficava irritado e ia aumentando o nervosismo.

Derrepente!!! A mesa começa a tremer, aí pensei “Aí já é de mais, sacanagem, que estão fazendo comigo” e fui ver o que estava acontecendo no andar de baixo. A surpresa foi que não tinha nada, no andar de baixo apenas uma Cantina aberta e alguns alunos lanchando.
Daí me perguntei “ Ué , que diabos está acontecendo??? Olhei pra fora e o barulho vinha do outro lado da rua ” . Achei super estranho, voltei pra sala e continuei tentar a estudar.
Derrepente!!! A mesa começa a tremer de novo, aí achei super estranho. Me perguntei: “ Se não tem nada no andar de baixo para que provoque isso, o que será está acontecendo?? Pq a mesa está tremendo???Será que sou eu? ” (Naquela época já era um curioso sobre assuntos de parapsicologia) Aí pensei não é possível, tentei levantar a mesa e não consiguia porque era uma mesa relativamente PESADA. Daí pensei novamente: “ Será que é o meu nervosismo que fez tremer a mesa??”.

Bom, moral da história, a mesa era super pesada tinha 2-3metros de comprimento, eu sozinho não conseguia levantar muito menos fazer aquilo ficar tremendo. E as máquinas das obras eram tudo no outro lado da rua. Vocês não acham estranho esse fenômeno?? Acho que o meu nervosismo saiu de mim e foi parar onde eu estava sentado. Depois de 10min quando conformei que era eu que estava fazendo tremer a mesa, pensei o sequinte:
“Vamos ver se consigo controlar o tremelique da mesa” tentei ficar mais calmo, pra ver se parava o tremor da mesa, e a minha surpresa foi que parou. Descrevendo o tremor era 1minuto no máximo… parava e voltava, parava e voltava.

Foi uma coisa, que as pessoas não acreditam quando conto, sei lá espeo um dia encontrar um expert no assunto pra poder me esclarecer o que de fato aconteceu realmente naquele dia.

Fica uma questão em aberta e ao mesmo tempo uma inigma.

Victor Hsiao disse...

Acho que a mente é o que move o ser humano, a mente é formado por sentimentos e razão.
Para os católicos a vida começa apartir do momento quando forma o zigoto no período da “gestação” e para outros a vida começa a partir do momento quando o ser vivo começa a pensar.

Bom, não sei se vocês já leram o livro “The Secret” esse livro retrata justamente o que a mente humana é capaz de fazer. No livro cita muito “Lei de Atração” a lei de atração consiste no pensamento positivo das coisas. Se todo dia penso que estou de bem com a vida, automaticamente vou atrair isso. Pq sempre escutamos PENSAMENTO POSITIVO?
Acredito que isso possa atrair coisas boas pra gente, sempre acreditei no fato de que Nós somos o nosso próprio espelho, tudo que a gente faz na frente do espelho, reflete de volta pra você, ou seja você tendo pensamento positivo, esse pensamento voltará pra você, ao contrário, você é uma pessoa negativa, só irá atrair coisas negativas.

Muitos livros do tipo “ Como ficarbilionário” “Como ficar rico ” eles usam bastante essa idéia de usar a mente para conseguir as coisas. Um exemplo: Dizem…. Que se você ficar mentalizando “ eu sou uma pessoa de sucesso” um dia as suas energias vão se alinhar com as energias do sucesso, e aí você obterá sucesso. Ou seja, falando assim parece ser idiota, mas talvez isso seja o PODER DA MENTE.

Nossa mente é um instrumento poderosíssima, acredito que nós seres humanos apenas usamos 1% desse PODER., magina se pudéssemos desfrutar dessa maravilha que é o Poder da Mente, o que será do ser humano se ele soubesse usar 100% dele?? Aí fica mais uma questãoem aberta.

Beijão! Parabéns pelo Blog, sempre muito criativo e interessante.

Victor Hsiao disse...

Vou Fazer um adendo. Já viram aqueles desenhos que mágico entorta uma colher com a mente?

Então, acho que essa história do tremor da mesa é meio que semelhante ao fenômeno da colher.

Só que o nervosismo saiu de mim e acabou influênciando o meio.

Essa situação, não sei se tem a ver o que vou dizer agora..

As energias (minhas energias de nervosismo) podem influenciar o ambiente.

Por exemplo: As vezes ao entrarmos num hospital, sentimos uma sensação ruim. Porque isso?

Porque o Hospital é lugar negativo triste cheio de sofrimento. As vezes sentimos essa sensação ruim, será que é devido o sofrimento dos pacientes?? Devido a sofrimento deles acabou influenciando o ambiente.

Ruiz disse...

Taí mais um texto com o qual me identifiquei demais, mais uma daquelas coisas que venho pensando desde que estava no colegial.
E adorei a sua definição de bluetooth. Vou explicar pq: eu realmente acredito em telepatia, mas tem que ser a curta distância na minha "teoria", assim como o bluetooth, que só funciona a até 10 metros de distância. Acredito nisso pq o cérebro, como é sabido, funciona com corrente elétrica, que gera campo eletro-magnético. Oras, se eu sei que tipo de pensamento no meu cérebro gerou uma determinada assinatura eltromagnética, ao captar a sua assinatura, é possível que eu saiba que pensamento gerou essa assinatura. Pura física!
Já aconteceu contigo de mudar de estação de rádio no carro e estar tocando exato a música na qual você estava pensando? Pois bem, eu tenho explicação pra essa tbm rsrsrsrs de tanto ouvir a música, vc acaba sabendo qual o padrão de transmissão de rádio que faz com que o seu aparelho toque aquela música. Em essência, com o tempo vc se torna um receptor de rádio também! Mas é só subconsciente, o que eu acho ainda mais legal. Imagina, ter certeza de tudo que os outros pensam? Credo!

Beijão gigante, minha curitibana preferida rsrsrs

Angelica Marin disse...

É por isso Henrique que o funcionamento do cérebro humano me fascina tanto!
Juro que chego a chorar sozinha em casa de raiva por nao entender.
Na verdade a minha maior raiva é do Criador, por criar algo tao complexo e nao nos dar um manual..
Apesar que...nós criamos tantos e tantos tipos de inteligencia artificial sem ao menos pensar que um dia esta inteligencia possa se dar conta de sua própria existencia e passe a questionar...

É, o cérebro nao foi feito pra entender...talvez entenderemos apenas quando nao tivermos mais este órgao conosco!

Angelica Marin disse...

Ola Victor!

Isso que vc sentiu e tal...da mesa tremer...
Nao seria o fenomeno da Ressonancia??
=)

Angelica Marin disse...

Silas,
Muito obrigada! Fico feliz que tenh gostado do blog! =)

Acho que informaçòes podem sim ser tiradas da nosa mente, talvez não da forma como se tira um arquivo de um computador para um pen drive, por exemplo, mas essa tranferência de informações pode ser feita através de "insights", daquela sensação de que mudamos uma forma de pensar, au até mesmo por algo sutil como uma mudança de situação, que nos faz pensar de forma diferente, pq não poderia ser?
heheh

Penso que tudo é possível...

Tudo...

ótima semana e espero que continue acompanhando o blog!